Protector Solar para um Verão Perfeito

0

Verão é sinónimo de praia, a qual é sinónimo de muito sol, água e brincadeiras, ao longo de dias que desejávamos que nunca acabassem.

Os graúdos sonham o ano inteiro com uns dias à beira-mar que os ajudem a esquecer a azáfama do quotidiano, e os miúdos anseiam por uns dias de diversão entre a família e amigos.

Apesar de todo o prazer desta época do ano, a verdade é que a praia esconde alguns perigos, tais como a exposição solar que poderá ser prejudicial em caso de excesso e falta de cuidado.

Apesar do tema ser muito debatido, nunca é demais, dar a conhecer alguns conselhos e transmitir conhecimentos úteis.

É aqui que entra o protector solar, o qual deve ser tido em conta quando se trata da prevenção de malefícios causados pela radiação solar. Por estes dias, quando decidir procurar por este produto, deverá ter em atenção a rotulagem do mesmo, onde deverá constar a indicação do factor de protecção solar (FPS) traduzido através da categoria de protecção “baixa”, “média”, “elevada”, “muito elevada”.

Desta forma, os protectores solares podem classificar o seu FPS entre:

  • 6 e 10 – Protecção Baixa
  • 15 e 25 – Protecção Média
  • 30 e 50 – Protecção elevada
  • Superior a 50 – Protecção muito elevada

O factor de protecção solar é uma menção obrigatória que tem como objectivo ajudar o consumidor a comparar produtos e escolher qual o certo para uma determinada exposição e para um dado tipo de pele (fototipo).

Por exemplo, os protectores com FPS superior a 50 deverão apresentar na rotulagem a indicação “FPS 50+” e categoria “protecção muito elevada”.

Está previsto que todos assegurem um grau mínimo de protecção contra as radiações UVB e UVA, correspondente a FPS 6. Deste modo, apenas aqueles que respeitem isto é que poderão indicar protecção UVB na sua rotulagem.

Depois desta explicação toda, importa salientar que a sua simples utilização não garante total prevenção, nem significa que nos podemos expor mais ao sol, além de que é imprescindível utilizá-lo correctamente, ou seja, escolher o mais indicado para a nossa pele, aplicar previamente e reforçar com a frequência adequada ao tempo de exposição.

Penso que todos concordam que já há muito tempo deixou de ser “cool” ficar encarnado como um pimento, tipo turista inglês que fica doido com um raio de sol e opta por se transformar numa lagosta.

Posto isto, aconselho-vos a desfrutar do verão mas com muito cuidadinho!

Que tipo de protectores costumam usar? Respeitam as horas aconselhadas para a exposição solar?

Fonte: Infarmed
Partilhe.

Sobre o Autor

Odisseias

O nome Odisseias vem do poema épico de Homero que relata uma viagem cheia de aventuras extraordinárias, e foi para lhe oferecer experiências inesquecíveis que criámos a Odisseias. Desde a fundação que a nossa equipa teve um trabalho diário de seleccionar cada uma das experiências do nosso catálogo e pensar nas suas emoções, oferecendo desde um salto de paraquedas a um momento de relaxamento num spa.

Deixe um Comentário