O marisco e os meses com “erre”

0

Olá!

Se há coisa que me sabe pela vida é uma boa mariscada num dia de calor. Claro está, bem acompanhada de um bom vinho ou uma cerveja geladinha e boa companhia.

No entanto, quase toda a gente diz que só se deve comer marisco nos meses com “erre”, o que desde logo exclui os melhores meses para comer as maravilhas do mar – Maio, Junho, Julho e Agosto. A verdade é que esta crença tem a sua razão de ser, já que nos meses de maior calor existe uma probabilidade maior de se ficar doente por comer marisco, mais especificamente bivalves, que é como quem diz ameijoas, mexilhões, berbigões, ostras e por aí fora. E porquê? Nos meses mais quentes há maior concentração de microalgas tóxicas que podem provocar chatices sérias.

Agora, as boas notícias. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera monitoriza diariamente as concentrações de microalgas nas águas portuguesas e disponibiliza aqui informação sempre actualizada. Sendo que em caso de alerta, proíbe de imediato a venda de bivalves contaminados.

toranja-mariscada2

Assim sendo, mesmo nos meses com “erre”, antes de partirem para uma mariscada como esta, podem verificar o estado do mar e se há ou não interdições.

Ficou com vontade de começar já a combinar a próxima mariscada? Qual a sua marisqueira preferida? Deixe-me um comentário.

Boas experiências

Partilhe.

Sobre o Autor

Odisseias

O nome Odisseias vem do poema épico de Homero que relata uma viagem cheia de aventuras extraordinárias, e foi para lhe oferecer experiências inesquecíveis que criámos a Odisseias. Desde a fundação que a nossa equipa teve um trabalho diário de seleccionar cada uma das experiências do nosso catálogo e pensar nas suas emoções, oferecendo desde um salto de paraquedas a um momento de relaxamento num spa.

Deixe um Comentário