As Escolhas do Pedro Górgia!

0

Pessoal,

Esquecer o dia dos namorados e não o tornar especial para a nossa cara-metade equivale – para elas – a esquecer o dia do aniversário, do primeiro beijo, a data em que se pediu em casamento, o dia do casamento, o nascimento do primeiro filho, etc etc. Portanto, não há nada a fazer, é arregaçar as mangas, puxar pela imaginação e… contar com a minha ajuda para sugerir umas coisas giras, imaginativas e, principalmente, que não vos acabe com o orçamento do ano inteiro porque – é verdade – elas vão querer que tornemos os outros dias todos especiais também!
Assim sendo, aqui vai:
Para quem ainda não conhece a Quinta da Regaleira, em Sintra, o dia dos namorados é uma excelente oportunidade para visitar este local de grande romantismo. É chegar ao Sarrazola House, tomar um welcome-drink, jantar pela vila, sentir a magia da serra e, no dia seguinte, visitar a Quinta da Regaleira.
Ainda em Sintra, podem optar por fazer uma caminhada e conhecer melhor (e mais demoradamente) os recantos da serra com a Sintra Wild Trail. Nada como uma boa caminhada para descobrir calmamente lugares realmente especiais.
Se preferirem outra maravilhosa serra, a da Arrábida, passem uma noite tranquila no Hotel do Sado Business & Nature, jantem e namorem muito e, no dia seguinte….
Coloquem a vossa cara-metade a fazer rappel com a Discover All Nature! E façam também, claro! E para quem sofre de vertigens – como eu – é ainda mais emocionante, acreditem!
Também podem fazer um passeio de veleiro com a Get Zen para ver golfinhos. Vocês sabem como elas gostam de golfinhos…
E se, para além de golfinhos, elas também são loucas por cavalinhos, nada melhor que o programa da The Camp, em que andamos a cavalo e almoçamos no campo.
E se ela gosta mesmo mesmo de animais, levem-na ao Restaurante Espiral e mostrem-lhe que é possível comer com qualidade sem se comer carne. Go vegan baby! 🙂
Dançar o tango é super-hiper-sensual e digno de um dia dos namorados. Se puderem, aprendam primeiro às escondidas e, depois, surpreendam-na neste workshop da Lisboa em Tango.
E, se tiverem arte para isso, dêem-lhe a entender o que gostariam de receber. Tipo, um relógio Timberland que é “para não chegar atrasado aos nossos encontros, baby”… 😉
Mas há mais! Podem dar uma olhada às minhas escolhas aqui: http://www.odisseias.com/pedro-gorgia/destaques
E agora é uma questão de escolher, escrever um postal, enviar recortado à vossa cara-metade e ver a cara dela quando montar o puzzle e descobrir o que vocês pensaram para ela.
É uma destas coisas ou uma panela de pressão para elas fazerem a sopa mais rápido. Vocês é que sabem. Mas depois não digam que não avisei…
Abraços!
Partilhe.

Sobre o Autor

Pedro Górgia

Deixe um Comentário